quinta-feira, 11 de junho de 2015

Como cuidar de si próprio!

Em primeiro lugar, faça por dia duas coisas que não quer fazer, para se tornar flexível e ampliar a imagem de quem você é e do que é capaz de fazer. Defenda-se quando preferir fingir que algo não tem importância, ou retome qualquer coisa que esteja insatisfatória, mesmo que prefira simplesmente jogá-la fora. Dê aquele telefonema que você gostaria de evitar. Aprenda a cuidar mais de você mesma e menos de qualquer outra pessoa com quem conviva. Diga não para se satisfazer, ao invés de dizer sim para satisfazer alguém. Peça claramente algo que queira e seja arriscado não obter.

Em seguida, aprenda a dar algo a você mesma. Dê-se tempo, atenção, dê-se coisas materiais. Assumir freqüentemente o compromisso de se comprar algo todos os dias pode ser uma verdadeira lição de amor a si mesma. Os presentes podem ser caros, mas, honestamente, quanto mais práticos e mais baratos, melhor. Esse é um exercício de auto favorecimento. Precisamos aprender que nós mesmas podemos ser a fonte de coisas boas em nossas vidas, e essa é uma excelente maneira de começar. Mas, se você não tem problema em gastar dinheiro consigo mesma, se, na verdade, você compra e gasta compulsivamente para diminuir sua raiva e sua depressão, então essa lição precisa tomar um rumo diferente. Ofereça-se novas experiências, em vez de acumular mais coisas materiais (e mais dívidas). Dê um passeio pelo parque ou uma caminhada pelas colinas, ou uma volta pelo zoológico. Pare e assista ao pôr-do-sol. O objetivo é pensar em você mesma e no que gostaria que seu presente fosse, por aquele dia, e então permitir-se experimentar tanto dar como receber. Somos normalmente ótimas em dar aos outros, mas bastante sem prática quanto a dar a nós mesmas. Sendo assim, pratique!

Nenhum comentário:

Postar um comentário